quinta-feira, 28 de maio de 2009

Cara Preta

A Maldita Cia. de Investigação Teatral estréia seu novo trabalho, CARA PRETA. Espetáculo que, a partir de retratos sociais, aborda fragmentos de narrativas e lugares que falam da negligência, criminalidade e sobrevivência humana. No Cara Preta, dá-se continuidade a elementos de pesquisa do grupo, tais como: a ocupação de espaços, a autoria de uma obra coletiva que afete de maneira sinestésica e reflexiva o espectador e a exploração dos pontos de vistas sobre a cena gerada pelas figuras surgidas do “mascaramento” do ator e da interação com os demais elementos da cena: luz, som, vozes e materialidades espaciais.

Atuação Lenine Martins
Direção Amaury Borges
Dramaturgia Letícia Andrade
Textos Letícia Andrade e Lenine Martins
Direção Musical Ricardo Garcia
Músico, sonoplasta e cantos Admar Fernandes
Iluminação Amaury Borges, Felipe Cosse e Juliano Coelho
Cenografia Lenine Martins, Amaury Borges e Patricia Lanari
Cenotécnica Patricia Lanari
Figurino Maldita Cia
Máscaras Lenine Martins
Costureiro Túlio Souza
Cantos Letícia Andrade
Vozes e manipulação de objetos Patrícia Lanari
Vozes e manipulação de luz Amaury Borges
Projeto Gráfico Raquel Alvarenga e Ines Linke
Fotos Guto Muniz
Produção Geral Maldita Cia
Concepção Amaury Borges, Lenine Martins e Letícia Andrade

Serviço:

16 a 31 de Maio de 2009.
Sábados e domingos, sempre às 20 horas.

Local: Gruta, espaço da Maldita Cia de
Investigação Teatral

Rua Pitangui 3.613 C Horto
(ao lado do Galpão Cine Horto)

Lotação máxima 25 lugares

Ingresso: 5,00 (meia-entrada para estudantes) e
R$ 10,00 (inteira).

Ingresso vendido no local a partir das 19 horas.

Informações: 9128-6498 ou 91383604

Patrocínio Usiminas e Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais

Apoio Galpão Cine Horto

malditacia@yahoo.com.br

Audição de bailarinos para a Mimulus Cia de Dança

A Mimulus Cia de Dança abre audição para seleção de bailarinos profissionais, do sexo masculino para fazer parte de seu corpo estável.

Os interessados devem enviar currículo para o
e-mail: mimulus@uol.com.br
ou para a
Associação Cultural Mimulus,
Rua Ituiutaba 325 – Prado
Belo Horizonte – MG
Cep. 30410.660 –
até o dia 10 de junho de 2009.

Podem se inscrever, nesta categoria, profissionais com idade entre 21 e 30 anos.

O candidato deve ter disponibilidade de horário
de segunda a sábado,
das 14 h às 18 h
e para apresentações
e eventos pré-agendados em território nacional e no exterior.

Do currículo deve constar obrigatoriamente:
o Foto
o Nome completo
o Filiação
o Endereço completo, telefones e e-mail para contato
o Número de RG, CPF e Registro Profissional
o Formação
o Experiência comprovada em Dança de Salão
o Altura, Peso e idade.
o Último salário ou rendimento.

O candidato pode acrescentar fotos e vídeos dos seus últimos trabalhos.

A data da audição será informada aos pré-selecionados através de e-mail, telefone, correio e veículos de comunicação de massa.

Da audição constarão entrevistas e testes, participação em aulas de dança e medidas da capacidade de improvisação e assimilação de trabalhos coreográficos.

Os profissionais selecionados serão avaliados por profissionais da área de dança de renome nacional.

SOBRE A MIMULUS CIA. DE DANÇA:

Ao longo de seus 17 anos, a Mimulus Cia de Dança sempre buscou a construção de uma linguagem nova e modelar. Sintonizada com as concepções contemporâneas da dança, vem se destacando nos últimos anos ao assumir os desafios do experimentalismo, valorizando o processo coletivo de criação, incentivando e promovendo a pesquisa, constituindo um vocabulário instigante e uma linguagem original que chega ao público, através de seus espetáculos, de maneira forte e arrebatadora. Plenamente inserida na diversidade e na pluralidade da cultura brasileira, possui um projeto consistente de pesquisa, embasado em suporte técnico específico. Faz escolhas coerentes, trabalha com idéias fortes e inventividade, estabelecendo o diálogo com múltiplos estilos e linguagens, gerando resultados que a colocam como centro de referência internacional.


Outras possibilidades:


A Associação Cultural Mimulus além de mantenedora da Mimulus Cia de Dança dá suporte ao Grupo Experimental, que funciona como uma incubadora de artistas para o corpo estável.

Bailarinos em formação, interessados em se profissionalizar e profissionais com menos de 21 anos podem se inscrever para participar deste grupo.

Interessados em formação psicopedagógica, visando o cargo de instrutores, ou instrutores com experiência em aulas coletivas, devem se inscrever na categoria Professor/Instrutor ou Aprendiz.

A seleção de integrantes para o Grupo Experimental e para atividades de ensino obedecem os critérios de pré-seleção de currículos, entrevistas e outros procedimentos conforme os objetivos e experiência de cada candidato.

Mais Informações e esclarecimentos: (31) 3295.5213

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Workshop "Descondicionamento do Olhar" - INSCRIÇÕES ATÉ TERÇA-FEIRA (19/05)


A Regional/MG da Associação de Fotógrafos Fototech, traz a BH nos dias 23 e 24 de maio o fotógrafo Cláudio Feijó e sua Oficina Descondicionamento do Olhar, uma oficina de desenvolvimento criativo, fotografia expressiva e linguagem imagética, indicada à estudantes ou profissionais nas áreas de fotografia, cinema, artes plásticas, design, arte-educação, arquitetura, professores e à todas as pessoas que usam o olhar como ferramenta de trabalho.

Objetivos:
Esse workshop foi desenvolvido a partir de uma experiência com o ensino de fotografia na Escola Imagem-Ação ao longo de anos. Entende-se que as técnicas de desenvolvimento artístico e expressivo se compõem de três grandes universos – o aspecto objetivo (a técnica), o aspecto subjetivo (a visão pessoal) e a interação entre os dois –, ora a técnica possibilitando o desenvolvimento da linguagem, ora a linguagem buscando e transformando o uso dessa técnica. A facilidade de se entender o aspecto objetivo, estudá-lo e comunicá-lo se contrapõe à subjetividade angustiante decorrente da dificuldade de expressão de uma visão de mundo através das técnicas artísticas. Saber o que se quer, olhar sem a contaminação dos modelos existentes, buscar dentro d'alma um olhar mais significativo e tocante, são questões essenciais do Descondicionamento do Olhar.Idealização e realização devem estar em sincronia, possibilitando, assim, uma produtividade criativa e transformadora.
O objetivo maior desse trabalho é proporcionar ao indivíduo o delicado e rico encontro com a sua própria pessoa e suas possibilidades de experimentar a sensação de regozijo ao se perceber um ser crítico e transformador em seu universo pessoal e social.

Programa:
Através de exercícios, dinâmicas e vivências (como jogos, rodas, role playings, trocas, dramatizações e técnicas de sensibilização), a oficina procura resgatar o contato direto com as sensações e emoções, recuperando nossos sentimentos suprimidos e reavendo a nossa humanidade perdida. O trabalho está voltado para a recuperação do ser consciente e a revisão dos valores internalizados e significativos que vão estreitar a relação intelecto/emoção, restituindo aos participantes um instrumento de reflexão sobre a sua vocação. Os exercícios trabalharão, como estrutura básica do workshop, os seguintes itens: os canais de percepção, a transformação da expressão nas diferentes linguagens, a formação de conceitos, o pré-conceito e a intuição, a conceituação e a percepção, os estados emocionais e as distâncias, a leitura de símbolos e signos, a leitura não verbal, o ritmo e o tempo psicológico, a síntese, a ocupação do espaço, a composição e o equilíbrio etc.

Datas: 23 e 24 de maio de 2009
Formato: O workshop terá duração total de 16 horas (8 horas no sábado e 8 horas no domingo).
Horário: 9:30hs às 17:30hs (horário corrido, sem intervalo para o almoço). Cada participante deverá levar uma contribuição para um lanche coletivo que ficará à disposição de todos durante o desenvolvimento das atividades.
Investimento por participante:
R$ 350,00 para o público em geral
R$ 280,00 para membros do FotoClube BH
R$ 200,00 para associados Fototech,
Valores a serem quitados em duas parcelas, sendo a primeira no ato da inscrição e a segunda no primeiro dia do curso ou com cheque pré-datado para o dia 05 de junho.
Local: Galpão Cine Horto: Rua Pitanguí, 3613 - Bairro Horto
Informações: guto@gutomuniz.com.br
ou pelo celular: (31)9973-7341 com Guto Muniz.
Coordenação:
Claudio Feijó, é pedagogo, psicólogo clínico e fotógrafo; ex-diretor e professor da Escola de Fotografia Imagem-Ação desde 1972; tem vasta experiência na área de ensino (como professor, diretor, orientador educacional e colaborador); foi consultor técnico da Polaroid do Brasil de 1989 à 1999; tem trabalhos fotográficos na Polaroid World Collection, na Coleção Masp-Pirelli, na Fototeca Cubana, além de em diversas coleções particulares; ainda na área de fotografia, foi premiado pelo Banco Real/ Fundação Roberto Marinho e com a Bolsa Marc Ferrez/Funarte; tem coordenado a Oficina Descondicionamento do Olhar desde 1986, por todo o país, nas mais diversas áreas de atuação (corporativa, educacional e de criação); Cursos de Aperfeiçoamento - Psicologia Social nas Organizações - no Instituto Sedes Sapientiae e de Abordagem Gestáltica em Trabalhos Grupais - no Instituto Gestalt de São Paulo.
Para maiores informações sobre este e outros trabalhos do Cláudio Feijó, visitem o site www.olhar.com.br

4º Varal Fotográfico do FotoClube BH

Belo Horizonte terá exposição coletiva de 100 fotógrafos na Praça JK

O FotoClube BH, associação que agrega mais de 600 fotógrafos mineiros, promoverá pela quarta vez o seu “varal fotográfico”. O Varal é uma exposição coletiva de 1 dia, que nesta edição deverá contar com mais de 100 participantes. Tem um conceito de disseminação democrática da arte fotográfica, congregando desde fotógrafos profissionais, com larga bagagem de mercado, até fotógrafos amadores e iniciantes. Da mesma forma, procura levar as exposições fotográficas aos locais mais acessíveis para toda a população de Belo Horizonte – desta vez, a Praça JK.

O FotoClube BH

O FotoClube BH nasceu em 2006, da iniciativa de fotógrafos que buscavam compartilhar, através da internet, trabalhos fotográficos relacionados a cidade de Belo Horizonte. Com a crescente adesão de novos membros, o empreendimento migrou do mundo virtual para o real. Desde então, o FotoClube passou a organizar encontros, expedições fotográficas, cursos, oficinas e, finalmente, as três primeiras edições do Varal Fotográfico, em 2008 – duas na praça da Assembléia e uma na Praça da Liberdade.
Atualmente, o FotoClube BH está no estágio final do seu processo de regularização, que tornará possível a execução de projetos ainda mais audaciosos. O redesenho do FotoClube inclui objetivos de estabelecer parcerias com governos e empresas para oferecer treinamentos, atividades e serviços aos seus associados, bem como o desenvolver projetos que levem a arte fotografia a diversos segmentos da sociedade.

O Varal

O IV Varal Fotográfico será realizado no dia 14 de junho de 2009, na Praça JK, localizada na Avenida Bandeirantes, em Belo Horizonte. A exposição permanecerá aberta ao público das 9h às 18h e contará com um acervo de cerca de 300 imagens dos mais diversos temas. Toda a organização é feita através do trabalho voluntário dos participantes. Eles dedicam um dia do final de semana anterior para planejar os detalhes finais e fazer a montagem das fotos, num intenso e divertido trabalho de integração.

CONTATOS
Para mais informações sobre o evento, favor entrar em contato com:
Elmo Alves: (31) 9206-9040 – elmoalves@terra.com.br
Lucinha Horta: (31) 9314-9692 – lucinhahorta@gmail.com
Marcos Amend: (31) 9111-3882 – marcosamend@gmail.com